MASTODON:
Finalmente o regresso!

Cinco longos anos de ausência depois, os MASTODON regressam por fim a Portugal no próximo dia 21 de Junho, para uma actuação em nome próprio na Sala Tejo da Meo Arena, em Lisboa.

A cada disco novo que gravam, os MASTODON têm-se atirado sucessivamente de cabeça a novas experiências sonoras mirabolantes, que – sem fugirem muito ao esquema que delinearam desde bem cedo para a sua sonoridade – tem dado origem a alguns dos discos mais interessantes e desafiantes da última década. Das descargas colossais de «Remission» e «Leviathan» à atitude consideravelmente mais directa e orelhuda de «Once More ‘Round The Sun», passando por exigentes exercícios conceptuais como «Blood Mountain», «Crack The Skye» e «The Hunter», para cada lugar de destaque na tabela de vendas da Billboard, para cada concerto esgotado ou para cada nomeação para os Grammys, há uma colecção de grandes temas e sucessivas demonstrações de um talento sem igual. A mais recente chama-se «Emperor of Sand», tem data de edição agendada para o próximo dia 31 de Março e vai servir de mote a um muito aguardado regresso dos músicos norte-americanos a Portugal, marcado para 21 de Junho, na Sala Tejo da Meo Arena, em Lisboa.

Somando já quase duas décadas de carreira, sete álbuns de estúdio, dois registos ao vivo, uma colectânea e mais de uma dúzia de EPs, splits e singles, os MASTODON têm mostrado saber exactamente como progredir sem estagnar, afirmando-se como um daqueles nomes de que, por esta altura, já ninguém espera outra coisa que não seja o inesperado. Desde bem cedo apostando numa identidade pessoal vincada e mostrando solidez invejável – a banda de Atlanta é, desde o lançamento do EP de estreia em 2001, formada por Troy Sanders no baixo/voz, Brann Dailor na bateria/voz, Bill Kelliher na guitarra/voz e Brent Hinds na guitarra/voz –, souberam como agarrar-se ao seu eclético leque de influências para criarem uma sonoridade muito própria e difícil de catalogar de forma estanque, capaz de agradar de igual forma a fanáticos do peso extremo, a adoradores do rock mais orelhudo ou a intelectuais dos sons progressivos.

Os bilhetes para o concerto custam 28€, à venda a partir do dia 15 de Março, nos seguintes locais: Blueticket (www.blueticket.pt), Fnac, Worten, El Corte Inglés, Carbono (Amadora), Glam-O-Rama (Lisboa), Masqueticket (Espanha) e no local.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>